terça-feira, 23 de julho de 2013

Primeiro Olhar: II Festival Internacional de Teatro para Bebês




 
Programação do Espaço Sobrevento

Programação do CLAC - São Bernardo do Campo



O Grupo Sobrevento realiza, de 23 de agosto a 16 de setembro, o PRIMEIRO OLHAR – II FESTIVAL INTERNACIONAL DE TEATRO PARA BEBÊS. A programação tem ENTRADA FRANCA e reúne as Cias. La Casa Incierta (Madri-Espanha), Teater Refleksion (Aarhus-Dinamarca), Les Incomplètes (Québec-Canadá), Cia. Pés Pequenos e Grupo Sobrevento (São Paulo-Brasil), que apresentam espetáculos, participam de mesas-redondas e coordenam oficinas no CLAC – Centro Livre de Artes Cênicas de São Bernardo do Campo, no Espaço Sobrevento e em Centros Educacionais Unificados (CEUs) de São Paulo. Voltados para o público de seis meses a quatro anos, os espetáculos mostram um teatro surpreendente, provocador, poético, comovedor, moderno, que mostra a maturidade alcançada pela Arte voltada para e a primeira infância e os novos caminhos teatrais que ela aponta.

Há cerca de oito anos, o SOBREVENTO pesquisa o Teatro para Bebês e mantém um intercâmbio artístico com a Cia. La Casa Incierta, pioneira do gênero na Espanha. O grupo vem realizando palestras, debates, encontros e oficinas, vem promovendo apresentações de companhias estrangeiras no país e realizou um Festival e um Ciclo Internacionais de Teatro para Bebês nas cidades de São Bernardo do Campo, Rio e Brasília. Longe de ser uma aventura, esta iniciativa desbravadora parte de um dos mais respeitados grupos teatrais brasileiros e sua seriedade é assegurada por uma carreira sólida de 27 anos, ao longo dos quais o SOBREVENTO tem colecionado os principais prêmios do país e conquistado um público fiel.

O TEATRO PARA BEBÊS é uma proposta pioneira no Brasil, onde enfrenta muito preconceito (que cai por terra quando se presencia a reação dos bebês e de seus pais aos espetáculos). Vem ganhando espaços cada vez maiores, mundialmente. Parte do princípio de que a capacidade poética nasce com o ser humano e de que os bebês têm direito à Cultura e ao convívio social. Acredita que um bebê não é uma tabula rasa e que a comunicação com ele é possível, importante, necessária, desde o primeiro dia de vida, vida que começa antes do nascimento. Sabe que os bebês entendem tudo o que é importante, mesmo antes de aprender as regras, gramaticais, de boas maneiras, de convívio social, dentre muitas outras. Não associa entendimento a raciocínio lógico. Questiona o Teatro que o Teatro se tornou e lembra que temos mais a aprender com os bebês que a ensinar-lhes. Lembra que Teatro é comunhão, jogo, encontro, um espaço sagrado de festa e de descobrimentos. Impele-nos a olhar velhas coisas como pela primeira vez e a redescobrir a capacidade de nos maravilhar que já tivemos e que ainda podemos recuperar.

Os espetáculos têm duração de 30 a 45 minutos e destinam-se a um bebê com um acompanhante, em um total de 40 lugares para bebês e 40 lugares para acompanhantes, por sessão. Um acompanhante extra ou outro espectador poderá ser admitido, caso haja disponibilidade de lugares, por ordem de chegada e a critério da produção. O Espaço Sobrevento conta com toda a estrutura para receber bebês e seus pais – assentos especiais para bebês, trocador, assentos sanitários infantis nos banheiros e brinquedoteca, além de um estacionamento para carrinhos de bebê.

O Festival Primeiro Olhar promoverá durante quatro semanas 40 apresentações de 6 espetáculos, duas mesas-redondas e uma Oficina de Teatro para Bebês, destinada a artistas, pesquisadores e educadores.

O projeto é uma realização do Grupo Sobrevento e conta com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural – 2012, Prefeitura de São Bernardo do Campo, Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, Instituto Cultural da Dinamarca, Ministério das Relações Exteriores da Dinamarca, Ministério da Cultura da Dinamarca, Agência de Arte da Dinamarca, Conselho de Arte da Dinamarca, Canal Curumim, Escritório do Governo do Québec em São Paulo, Conselho de Artes e Letras do Québec (CALQ), Ville de Québec, INAEM – Instituto Nacional de las Artes Escénicas y de la Música – Governo da Espanha e FIL – Festival Intercâmbio de Linguagens.

PROGRAMAÇÃO DO ESPAÇO SOBREVENTO

24 e 25 de agosto, 16h
GRUPO SOBREVENTO | SP_BRASIL
Espetáculo BAILARINA

Uma mulher recebe de presente, de sua filha, uma caixinha de música, com uma bailarina. Entre colares e a dança da bailarina, ela se lembra dos sonhos esquecidos e abandonados e questiona o equilíbrio que buscou e que encontrou. Esta conquista, porém, afastou-a do risco, do medo, da queda e das emoções mais profundas que sua filha – agora, do mesmo modo que quando era pequena – teima em despertar. Bailarina é um espetáculo muito íntimo e delicado, feito de silêncios, ações físicas, utilização de objetos, valorização das mínimas ações: pequenas coisas que, na relação com a primeira infância, tomam uma dimensão muito maior.


31 de agosto e 1º de setembro, 16h
CIA. LA CASA INCIERTA | MADRI_ESPANHA
Espetáculo CAFÉ FRÁGIL (Desayuno Fragil)

Café Frágil é um espetáculo de teatro de objetos criado a partir do universo do multiartista italiano Antonio Catalano – do grupo Casa degli Alfieri, fruto de um projeto interativo entre teatro e artes visuais. O espetáculo revela, com um jogo de sombras e objetos, um universo mágico presente no cotidiano de todos. A Companhia vem ao Brasil graças ao apoio do INAEM - Instituto Nacional de las Artes Escénicas y de la Música, da Espanha.


7 e 8 de setembro, 14h30 e 16h
GRUPO SOBREVENTO | SP_BRASIL
Espetáculo MEU JARDIM

Entediado, em meio a um deserto, um viajante decide criar um jardim. Mas como fazê-lo? A partir do texto da autora belga de origem iraniana Mandana Sadat, o Grupo Sobrevento compõe um espetáculo que fala de esperança, de sonho, do desejo e da possibilidade de transformar o mundo, em uma paisagem que poderia ser o Irã, como poderia ser o Brasil. A montagem utiliza elementos visuais e sonoros próprios da cultura brasileira, que a aproximam da cultura iraniana e que, curiosamente, parecerão familiares a cidadãos de todo o mundo.


14 e 15 de setembro, 16h
LES INCOMPLÈTES | QUÉBEC_CANADÁ
Espetáculo EDREDON

Edredon é uma reflexão na hora em que se põe a cabeça no travesseiro sobre vários temas tais como intimidade, sonhos, relacionamentos e espaços desconhecidos. Primeiro trabalho criado pela Companhia Incomplètes, encenado bem próximo ao público e repleto de sensações, poesia, sombras, projeções, luz e música. O espetáculo vem ao Brasil, em parceria com o FIL, graças ao apoio do Escritório do Governo do Québec em São Paulo, do Conselho de Artes e Letras do Québec (CALQ) e da Ville de Québec.



16 de setembro, 19h – ENCERRAMENTO DA MOSTRA
MESA-REDONDA “O Ator no Teatro para Bebês – Caminhos para uma Comunicação Poética” - GRUPO SOBREVENTO e CIA. PÉS PEQUENOS | SP_BRASIL, 
LES INCOMPLÈTES | QUÉBEC_CANADÁ e TEATER REFLEKSION | AARHUS_DINAMARCA

Acesse AQUI a programação completa com detalhes sobre demais espetáculos participantes, oficina e mesas-redondas.

O IDEALIZADOR DO PROJETO

O GRUPO SOBREVENTO é uma das companhias de Teatro Animação que mais se apresentam no exterior. No Brasil, realizou diversos eventos internacionais e faz a curadoria de muitos Festivais Internacionais de Teatro e de Teatro de Animação. Desenvolve uma pesquisa avançada, teórica e prática, acerca do Teatro para Crianças, no Teatro de Animação. Tem renome internacional e uma carreira sólida de 27 anos. Tem recebido prêmios ou indicações para prêmios (Mambembe, APCA, Shell e Estímulo) e críticas elogiosas que destacam principalmente o aspecto da pesquisa e a inovação em cada montagem. Realizou em 2010 a Mostra PRIMEIRO OLHAR - I Encontro Internacional de Teatro para Bebês, em São Bernardo do Campo e, em 2011, o PRIMEIRO TEATRO: I Ciclo Internacional de Teatro para Bebês, em Brasília e no Rio de Janeiro.  http://www.sobrevento.com.br

Sobre as companhias participantes

LA CASA INCIERTA é precursora do Teatro para Bebês na Espanha e direciona seu trabalho a este público há mais de 13 anos. Realiza um Festival Internacional de Teatro para Bebês em seu país que já se encontra em sua décima edição. Seu diretor, Carlos Laredo, dirigiu por 10 anos o Festival Teatralia, um dos maiores eventos de artes para crianças da Europa, e também ocupou a direção da Rede de Teatros de Madri. http://lacasaincierta.com/

LES INCOMPLÈTES é uma companhia de criação teatral e de pesquisa inspirada na pluralidade das disciplinas artísticas. Atualmente, dedica-se principalmente as pesquisas voltadas para primeira infância, público que abre as portas para uma narrativa baseada na imagem e nas sensações. Com o objetivo de criar um vínculo social e enriquecer o processo de criação, a companhia também participa de projetos de ação cultural, visando aproximar a comunidade, os artistas e suas obras. Está sediada em Québec, onde existe uma longa tradição de espetáculos para o público infantil e onde acontece o Festival Petit Bonheurs que está em sua 10º edição. http://lesincompletes.com/

Fundada nos anos 80, REFLEKSION é uma das companhias mais importantes da Dinamarca. Dedica-se ao Teatro para Jovens, Crianças e Bebês. Com uma linguagem particular, que se vale da utilização de objetos, marionetes, atores e um grande apuro plástico, a companhia conquistou, por sua trajetória, o respeito de artistas, público e críticos, e tem recebido muitos prêmios em seu país. http://www.refleksion.dk/english/performances/songs-from-above.html

A CIA. PÉS PEQUENOS nasceu de uma pesquisa acerca da primeira infância iniciada em 2009, pelo Núcleo Trecos e Cacarecos – companhia teatral com vinte anos de existência, cujo repertório é centrado no trabalho para crianças e jovens. O grupo vê a criança como um indivíduo capaz de viver um acontecimento teatral e busca uma linguagem cênica capaz de propor a bebês, pais e educadores um diálogo sensível, proporcionando-lhes uma experiência de fruição artística. http://www.trecosecacarecos.com.br/teatroparabebes.htm

4 comentários:

  1. Eu contemplei desta maravilhosa Peça "A Bailarina e o Meu Jardim", minha filha adorou e ficou muito a vontade.Não percam é uma experiência unica e maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Sheilla! Esperamos por uma nova visita.

      Excluir
  2. Sou de Indaiatuba e estou encantada com este projeto. Minha "bebê" completou dois anos e eu gostaria muito de poder ter tido essa experiência com ela mais cedo. Mas ainda dá tempo...quando vcs virão para a região de Campinas? Parabéns pelo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tati, não temos nenhuma apresentação agendada na região. Estamos neste momento elaborando um projeto de circulação que pretende passar por Campinas, mas dependemos da aprovação da comissão julgadora. Lembre-se que Cultura e Lazer são direitos assegurados pela constituição, então cobre das autoridades competentes. Organize um abaixo-assinado, manifeste esta necessidade ao Sesc, vamos criar um movimento que garanta o acesso de pais e bebês ao Teatro!

    ResponderExcluir